Sites que Recomendo:
Verdade e Vida
Rev. Hernandes

UMBET

 

LIVRO DE LUCAS

AUTOR. Lucas, o médico amado, veja Cl 4:14. Também é o autor de Atos. Ambos os livros estão dirigidos à mesma pessoa.
Lucas foi amigo íntimo e companheiro de viagem de Paulo, como se percebe nas suas alusões pessoais ao registrar as viagens do apóstolo. Veja o livro de Atos onde o autor muda os pronomes para "nossos" E indicando que ele estava presente nestes tempos, At 16:10;20:6;27:1;28:16.
Muitos eruditos vêem algo da doutrina de Paulo no Evangelho de Lucas. A data exata da escritura do evangelho é desconhecida. Porém, se este foi escrito depois que Lucas esteve sob a influência de Paulo, seria muito natural que este último desse
algum colorido à narração.

DESTINATÁRIO. A Teófilo, cuja identidade é desconhecida. A evidência interna indica que o livro foi escrito especialmente para os gentios. Esta dedução decorre do fato de que o escritor se esforça para explicar os costumes judaicos, e algumas vezes substitui nomes gregos por hebraicos.

PROPÓSITO. Dar uma narração coordenada e ordenada da vida de Cristo como a viram testemunhas oculares, 1:1-4.

TEXTO CHAVE, 1:4.

PARTICULARIDADES
(1) É este o evangelho da graça universal de Deus, 2:32;3:6; 24:47.
(2) É o evangelho do "Filho do Homem". Ressalta a amável atitude de Cristo para com os pobres, os humildes, e os marginalizados. Os discípulos pobres, 6:20; a mulher pecadora, 7:37; Maria Madalena, 8:2; os samaritanos, 10:33; os publicanos e pecadores, 15:1; os mendigos abandonados, 16:20-21; os leprosos, 17:12; o ladrão na cruz, 23:43, etc.
(3) É o Evangelho devocional, que ressalta especialmente a oração.
(a) Contém três parábolas sobre a oração, que não se encontram nos outros evangelhos. O amigo à meia-noite, 11:5-8; o juiz injusto, 18:1-8; o fariseu e o publicano, 18:9-14.
(b) Contém as orações de Cristo - em seu batismo, 3:21; no deserto, 5:16; antes de escolher aos discípulos, 6:12; na transfiguração, 9:29; antes de dizer a oração do Pai Nosso, 11:1; por Pedro, 22:32; no jardim do Getsêmani, 22:44; na cruz, 23:46; etc.
(4) Seus primeiros capítulos têm uma nota de gozo e louvor. Alguns dos grandes hinos cristãos foram baseados neste evangelho. "O Ave Maria", as palavras do anjo a Maria, 1:28-33; "O Magnificat", O cântico de Maria, 1:46-55; "O Benedictus", de Zacarias, 1:68-79; "O Gloria in Excelsis", dos anjos celestiais 2:13-14; "O Nunc Dimitis", o regozijo de Simeão, 2:29-32.
(5) Honra grandemente a mulher. A mulher tem um lugar preeminente na narrativa de Lucas. No capítulo 1, Maria e Isabel; no capítulo 10, Maria e sua irmã Marta; as filhas de Jerusalém, 23:27. Também menciona muitas viúvas, 2:37;4:26;7:12;18:3,21:2.
(6) A biografia de Cristo é mais completa em Lucas do que em qualquer dos outros evangelhos. Cerca da metade do material deste livro não está nos outros. Muitos dos mais importantes discursos de nosso Senhor e dos impressionantes incidentes de sua vida estão registrados neste evangelho.
Exemplos: a pesca milagrosa, 5:6; a ressurreição do Filho da viúva, 7:11-15; os dez leprosos, 17:12; a cura de Malco, 22:51. Parábolas narradas somente em Lucas.
Outros incidentes e relatos que só Lucas registra são: Cristo chora sobre Jerusalém, 19:41; referência a Moisés e Elias falando com Cristo no monte da Transfiguração, 9:30-31; o suor como gotas de sangue, 22:44; Cristo perante Herodes, 23:8; palavras de Cristo às mulheres de Jerusalém, 23:28; o ladrão arrependido, 23:40; o caminho a Emaús, 24:13-31.

SINOPSE
(1) Introdução, 1:1-4. o nascimento de Jesus e os incidentes relacionados com seus primeiros anos de vida até o tempo de seu batismo e tentação, 1:5-4:13.
(2) O começo de seu ministério público, principalmente na Galiléia, 4:14-9:50.
(3) A viagem a Jerusalém, através de Samaria e Peréia; o ministério principalmente em Peréia, 9:51-19:28.
(4) Os últimos dias, incluindo os eventos da Semana Santa e a crucificação, 19:29-23:55.
(5) Eventos relacionados com a ressurreição e a ascensão, 24:1-51.