Sites que Recomendo:
Verdade e Vida
Rev. Hernandes

UMBET

 

LIVRO DE JUÍZES

AUTOR: Desconhecido; a tradição atribui o livro a Samuel.

TEMA PRINCIPAL: A história de Israel durante os tempos dos quatorze juízes.
O livro descreve uma série de quedas do povo de Deus na idolatria, seguidas por invasões da Terra Prometida e servidões a seus inimigos.
Tendo como centro a personalidade dos juízes levantados como libertadores de Israel, a narrativa ressalta especialmente o lado obscuro do panorama.
Um estudo das datas parece mostrar que o povo manteve uma lealdade exterior ao Senhor durante um período de tempo maior do que poderia indicar uma leitura casual do livro.

SINOPSE: Três períodos em que se pode dividir o livro.

I. O período imediatamente após a morte de Josué, 1:1:2:10.
II. O período das sete apostasias, das seis servidões e da guerra civil, caps. 3-16. A primeira servidão, à Mesopotâmia-juiz, Otoniel, 3:5-9. A segunda servidão, a Moabe -juízes, Eúde e Sangar, 3:12-31. A terceira servidão, a Jabim e Sísera-juízes, Débora e Baraque, 4:1-23. A quarta servidão, aos midianitas-juiz Gideão, caps. 6-7. A guerra civil-juízes, Abimeleque, Tola e Jair, 8:33-10:5. A quinta servidão, aos filisteus e aos amonitas-juízes Jefté, Ibsã, Elom, e Abdom, caps. 10-12. A sexta servidão, aos filisteus-juiz Sansão, cap. 13-16.
III. O período de confusão e anarquia, caps. 17-21.

MENSAGENS ESPIRITUAIS
(1) O fracasso humano, a misericórdia e a libertação divinas.
(2) O poder da oração que, nas emergências, se converte num verdadeiro clamor a Deus. Note no livro a repetida declaração de que Israel chamou ao Senhor.

LIVRO COMPANHEIRO, Gálatas. Compare a nova queda de Israel na idolatria com a reincidência da igreja da Galácia no cerimonialismo.

ESTUDOS DE PERSONAGENS.
Débora, a patriota.
Gideão, o valente poderoso.
Jefté, o homem do voto precipitado.
Sansão, o forte fraco.